sexta-feira, 16 de abril de 2010

Renda de bilros os primeiros passos

Em uma postagem anterior (treino de T.C) falei sobre os principais movimentos da tecelagem Torção (T) e Cruzamento (C) do fio , são os movimentos que produzem a trama , Seja ela qual for , se de renda de bilros, tecelagem através do tear, de agulha , etc., não importa se não houver estes movimentos os fios não se unem para formar a trama.

Hoje falaremos do pano de fundo para a renda de bilros , ela servirá de "apoio" para a composição da renda, isto é para receber o "desenho" que dará "vida a renda", mais tarde falaremos do desenho que dependerá da técnica escolhida. O material necessário é bem simples- papelão , papel quadriculado, alfinetes e uma almofada para renda. Com este material faremos o padrão do pano de fundo que nesse caso será de ponto inteiro.

Veja como ficou o padrão - outro detalhe , precisaremos de dois padrões...
Por que quando terminar de fazer um necessitará do segundo para continuar o trabalho .
Iniciamos o trabalho colocando os primeiros pares de bilros na esquerda e a medida que avançamos introduzimos o restante, sempre da esquerda para a direita.
Porque?
Bem, desta forma dificilmente cometeremos erros, pois a medida que colocamos os bilros vamos trabalhando a renda. Este padrão deve ser feito no mesmo tempo, isto é devemos "picar" os dois ao mesmo tempo , um sobre o outro, de forma que os furos coincidiam , como na foto acima.

Colocamos um alfinetes no primeiro furo e acrescentamos os pares de bilros - o fio diferente (em vermelho) é para que possamos "ver" o fio ser "conduzido", passamos os fios brancos pelo "meio do vermelho e fechamos com um T (torção) e colocamos um alfinete no meio do fio e prendemos no próximo furo ou ponto.
Passamos os pares de bilros brancos ( chamados passivos) pelo meio do par de bilros vermelho (este é chamado guia).

O fio vermelho servirá como acabamento, nos o chamamos de "varal" , por que sustentará ao mesmo tempo que arremata a parte externa do trabalho. De que forma ?!

Veja como passamos o fio br (passivo) para o próximo ponto (furo), por dentro do fio guia (vm)


Prendemos o fio guia com um alfinete do furo seguinte, veja a sequência...

Bem, torcemos (T) o fio guia prendemos com um alfinete no próximo furo e acrescentamos os pares de passivos (br)

Repetimos os passos anteriores - acrescentamos os dois passivos pendurando-os no alfinete, torcemos o fio guia (vm) e prendendo no próximo ponto (furo)

Acrescentamos novamente dois passivos

Estes movimentos se repetirão até completarmos o sequência necessária .
Acompanhemos as fotos.


Agora podemos dá inicio aos primeiro ponto .
(T) torcemos duas vz os fios e (C) cruzamos os pares do meio , passando o fio da esquerda por cima do da direita.

Note que deixei os pares da esquerda separados, eles delimitarão a renda na esquerda, pois ainda não estamos trabalhando com acabamento (Borda ou Footside).
Neste caso falamos que o fio vm é o guia , por que ele foi um ponto de referencia , a partir daí não usaremos mais este termo , pois ele deixa de ser guia.


Colocamos o alfinete no meio do ponto . Lembre-se este é o ponto inteiro ,portanto são dois meio pontos para formá-lo e o alfinete entra no meio destes

Veja a sequência abaixo (apostila pág 7)
Depois de colocamos o alfinete damos dois T e levamos os pares passivos um para esquerda (E) e outro para direita ( D), estes ficarão a espera e trabalhamos os da E, seguir o esquema 8 e 9 da pagina 7 ( apostila)

Para fechar o ponto colocamos o alfinete e retornamos com o fio, que saiu, para dentro fazendo outro ponto inteiro -TCTC-figura 9 pagina 7
Veja voltamos com o fio para dentro do trabalho e deixamos o primeiro fio como apoio.

Deixamos estes fios a espera e voltamos para o inicio do trabalho.

Mais uma vez acrescentamos dois pares de bilros , como no inicio.

Trabalhamos estes pares passivos como fizemos anteriormente .
Veja a sequência .....



Desta forma fizemos a segunda "fila"....

Fechamos esta carreira ....

voltamos ao inicio.

Estamos na terceira carreira -vertical-

Observamos até aqui que não trabalhamos a renda na horizontal.

Colocamos o alfinete....

Fechamos o ponto....

Voltamos ao inicio e acrescentamos outros pares de bilros.
Observemos em outro ângulo.
Repetimos tudo......


Estamos na 4 carreira - vertical-

Chagamos aos últims pares de bilros e já estamos bem adiantados .....Certo?



Agora o fio Vm que era guia passa a ser passivo, por que se incorporou aos demais pares neste trabalho não há fio guia , simplesmente por que é um "pano de fundo" onde trabalharemos a renda propriamente dita no futuro, isto é ele será usado para formar um complexo de pontos que darão forma a renda, ele por si só não é "muito".



Visão total do trabalho feito até aqui....

A apostila tem 64 é digital salva em PDF, nela ensino os principais pontos da renda, conhecida no Brasil como do nordeste, ensino a preparar seus material para execução da renda como almofada e seus próprios picados e no final tem alguns exercícios. Nos vídeos mostro na prática como fazer os pontos, iniciar e terminar uma renda.
Ela pode ser encontrada no mercado livre
http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-764997351-apostila-de-renda-de-bilros-para-iniciante-_JM


Manga

Não é porque certas coisas são difíceis que nós não ousamos; é justamente porque não ousamos que tais coisas são difíceis." (Sêneca)

Como afirma o filósofo se ousarmos seremos capazes de executar qualquer tarefa.
Muitas vezes não conhecemos o nosso potencial e desistimos antes de darmos o primeiro passo. Quando recebi a incumbência de fazer um painel infantil desejei um trabalho diferente dos que já fiz até hoje ....IMAGINEI algo diferente ...... Decidi buscar novos conhecimentos e nesta busca encontrei a técnica do Manga e o Jorge Luiz.
Antes de mostrar meu último trabalho vou mostrar o do Jorge e da sua equipe.
Aqui o Jorge em ação .....

Abaixo um exemplo do trabalho desenvolvido por ele e sua equipe.

Cidade do Fogo

Ursula e Getro
 Bonus
Prince vs Harlen
Se vc quiser conhecer mais um pouco do trabalho do Jorge faça uma visita
 ao  .embuscadopoder.

Então ....Porque não nos  aventurarmos !?
Aí está o meu primeiro Manga feito como exercício.....
.... aquarela sobre papel canson.
Depois deste trabalho fiz um painel infantil.
Meu último trabalho feito em técnica mista - aquarela e nanquim sobre compensado naval 

Alguns detalhes do quadro....



O início do trabalho .... detalhes do esboço do quadro...

Renda turca - técnica - passo a passo

Renda Filet

Nó de encajera

QUÃO GRANDE ÉS TÚ